Notebook superaquecendo

Os computadores portáteis possuem um problema crônico em relação à refrigeração, pois precisam apresentar performance num espaço muito reduzido. Os dissipadores, heatpipes, ventoinhas, aletas de circulação e etc são bem menores e restritos. Com o advento da certificação RoHS, o problema foi agravado porque o substituto do chumbo nas soldas atuais possuem uma temperatura de fusão menor. Então, qualquer sobreaquecimento dos componentes eletrônicos compromete as soldas frias, comumente usadas nas placas mãe.

O problema é maior nos notebooks com GPU destinadas aos jogos e aplicativos 3D, os notebooks com adaptador gráfico GeForce da nVidia ou Radeon da AMD possuem uma performance e aquecimento bem superior aos integrados no chipset ou processador.

Geralmente os notebooks possuem aletas de passagem de ar por baixo do notebook, por ali que entra o ar frio para refrigerar o sistema. Por isso que os pés de borracha são um pouco mais elevado, para permitir a passagem de ar. Alguns modelos possuem a saída de ar quente por trás ou nas laterais. Esta troca de ar deve ser feita o mais rápido possível.

Notebook superaquecendo

Quando o usuário coloca o notebook sobre o colo ou sobre a cama, ele está tampando a entrada de ar e consequentemente, parando esta circulação tão importante para o sistema. Sempre que for utilizar o notebook, deixe-o sobre uma superfície rígida e plana, como uma mesa.

Alguns notebooks já sofreram tanto com o superaquecimento que eles já esquentam logo de início, sem quaisquer demandas, quando isso ocorre, é porque as soldas do GPU já foram comprometidas, o que exige uma resoldagem (reflow) ou a troca do chip inteiro (rebaling) por assistências técnicas especializadas.

Em época mais quentes, se o notebook estiver muito quente, recomendamos a utilização de base com ventilação, alguns possuem ajustes de altura, o que melhora ergonomia do notebook.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *