O barato sai caro parte 23

Deixar de contratar um profissional técnico para chamar um amigo para prestar manutenção técnica no seu computador é um atitude barata que pode lhe custar muito mais caro.

O local de fixação das fontes de alimentação dos atuais gabinetes foram movidas para a parte inferior porque desta forma ela recebe sempre o ar frio da parte externa, evitando o aquecimento dos componentes elétricos e consequentemente mantendo a eficiência energética e durabilidade do produto.

Já o ar quente que a própria fonte gera é exaurido para a parte traseira do gabinete, não prejudicando a ventilação dos demais componentes que estão dentro do gabinete.

Um cliente trouxe o seu computador em nossa loja reclamando que ele estava travando e reiniciando algumas vezes por dia, ao abrir o computador, veja com o que deparamos:

o barato sai caro

A ventoinha de 12cm que sopra o ar frio para dentro da fonte foi removida, provavelmente porque ela estava com defeito, mas o "técnico" ao invés de repor com outra com as mesmas características, substituiu por uma com dimensões de 8cm e colocou no local errado.
Além disso, colocou a fonte na posição invertida, voltando a ventilar o ar viciado do gabinete para dentro da fonte.

Observe também que não houve um gerenciamento de cabos, todos estão soltos sobre os componentes do gabinete, prejudicando ainda mais a ventilação e a apresentação interna do gabinete.

Esta sequência de erros foi o que ocasionou num superaquecimento da fonte e dos demais componentes internos do computador, gerando prejuízos ao proprietário, pois ele teve que comprar outra fonte e pagar novamente pela mão de obra.

Por sorte, os capacitores eletrolíticos da placa mãe não estufaram, senão teria que trocar a placa mãe também.

Lembre-se que o barato sai caro, se tiver que fazer ou comprar alguma coisa, que faça bem feito, para fazer apenas uma vez e para durar muito tempo.

3 thoughts on “O barato sai caro parte 23

  1. Castigliano Lara

    Por mais que a gambiarra da fonte pareça horrenda, a posiçao que está instalada nao geraria o tal calor exorbitante em que é enfatizado no texto.
    Poderia ter mostrado com uma imagem mais ampla do gabinete.
    Assim teríamos uma ideia real do problema.

    A parte dos cabos que é mostrada na foto não afeta o fluxo do ar no gabinete.

    Reply
  2. CB0T

    Sem falar os mão de vaca que ficam tentando economizar levando computador para os outros concertar de graça.
    Já trabalhei como técnico em montagem manutenção (A uns 25 anos, monto e dou manutenção nos meus até hoje), virei programador hoje sou analista de sistemas e programador.

    Já teve época de minha casa ficar com 4 computadores na sala pra arrumar pros folgados e não aceitam comprar fonte 80 plus, tem que ser xingling.

    Até o dia que comecei gerar nota avulsa, fiz questão de comprar na época o carnezinho. Pedi 300 R$ só pra fazer backup, formatar, colocar as coisas no lugar novamente, instalar os softwares.

    Teve um que ficou louco, aleguei que este era o preço de um profissional formado que eu poderia estar fazendo outro serviço e estava fazendo o dele, nunca mais olhou na minha cara!

    UM ALIVIO!

    Anda aparecem uns, agora eu mando pras lojas que conheço e falo que não trabalho com isto mais.

    Fui!

    Reply
  3. Alexandre V Veado

    Este tipo de atitude não se limita à manutenção eletrônica em informática. Isto acontece em qualquer área, até medicina. E não acontece só com "amigos". Tenho amigos que conhecem muito bem suas especialidades. Acontece até em grandes laboratórios do ramo, que contratam mão-de-obra "barata". Existem inúmeros "curiosos" que ouviram o galo cantar e nem imaginam onde. Já levei eletrônicos em assistência técnica que bravam "técnicos treinados na fábrica". Só não dizem em que fábrica, talvez de tijolos. Já trabalhei em assistência técnica e sei das artimanhas... O quê devemos procurar são técnicos confiáveis e, a melhor maneira é perguntando aos conhecidos próximos suas experiências. Lá indagar ao técnico o quê será feito, por quê e como! Se notar a explicação condizente, experimente. Nunca é fácil! Um bom procedimento é anotar o número de série de todos os componentes do aparelho e exigi-los na nota de serviço. Sempre há o risco de troca indevida. É muito comum o troca- troca até que "funcione"...
    Este caso mencionado é típico de curioso ignorante, mas existem os "malandros" e, de malandros nosso país está repleto!

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *