O que deu certo e o que deu errado

Muita gente não acredita que o Twitter possua relevância para a comunicação de empresas. Porque será então que grande parte delas, principalmente as grandes empresas estão investindo nessa mídia social?
Claramente, qualquer meio de comunicação tem dois lados: o lado bom e o ruim. Da mesma forma que essa mídia social e qualquer outro meio pode ajudar no sucesso de uma campanha, podem também "manchar" o nome de uma empresa, ou fazer com que sua campanha seja alvo de desaprovação e críticas.
O crescimento do Twitter iniciou a partir de março de 2009, quando várias celebridades americanas aderiram a ele e começaram a partilhar suas ações e pensamentos. No meio do ano de 2009, foram contabilizados 10 milhões de usuários, crescendo ainda mais a partir de então não só nos Estados Unidos, mas em todo o mundo. Assim, seja pelo "bem" ou pelo "mal" de uma organização, o alcance de público que ela pode conseguir com ele é imenso.
Assim como de outras "redes sociais" no Twitter existem diversos casos de sucesso, como também de fracasso na comunicação empresarial através dele.
Podemos citar muitos casos de sucesso, como por exemplo o da construtora Tecnisa, que conseguiu vender um apartamento pelo preço de 500mil através do Twitter, com a interação direta com o cliente. Outro caso foi da empresa Naked Pizza, que realizou uma promoção divulgada apenas no Twitter, que obteve o resultado de aumento de 15% das vendas em um único dia. Além de organizações, podemos citar também campanhas políticas, como a de Barack Obama nos Estados Unidos, que teve grande sucesso e acabou por influenciar os candidatos à presidência do Brasil em 2010 a investirem pesado nas mídias sociais em suas campanhas.
Por outro lado, podemos citar também muitos casos de "fracasso", ou também polêmica, como a campanha da Devassa, em 2010, que mostrava a americana Paris Hilton em trajes considerados sensuais, e também a campanha da mesma marca de cerveja publicada nesse ano, que tinha como protagonista a cantora Sandy. Mesmo tendo sido vetadas ou desaprovadas e criticadas pelo público, essas campanhas deram bastante visibilidade à marca Devassa, que em ambos os casos teve seu nome, ou assuntos relacionados à sua campanha nos TT's do Twitter, ou Trending Topics, que são os assuntos mais comentados na rede.
Certamente, existem outros casos de empresas que tiveram suas imagens afetadas negativamente. Ainda assim, qualquer empresa hoje que deseja ter maior visibilidade pública, não pode deixar de lado essa nova ferramenta e aproveitar ao máximo suas possibilidades de interação com os clientes e de melhoramento cada vez maior de seus produtos e serviços. E Hardplus não poderia ficar de fora desta; visite: www.twitter.com/hardplustyle e vamos Twittar.

Fonte: MIND - Marketing Internet Digital

3 thoughts on “O que deu certo e o que deu errado

  1. Guilherme

    Eu gostaria de utilizar mais o twitter, pois eu sei que ele não está aí só para as pessoas comentarem sobre o seu dia-a-dia. Muitas empresas estão realizando promoções, sorteios, divulgando ideias e produtos e isso é algo bem atraente. Aproveitar bem o alcance dessa mídia social pode ser um grande diferencial nesses tempos modernos.

    Reply
  2. Daniel

    O twitter quando usado bem é uma ótima ferramenta de divulgação, notícias e acontecimentos do contidiano. Para empresas é excelente como forma de chamar mais a atenção do público e divulgar seu produtos de forma rápida e barata, porque um usuário vai puxando outro. O problema é quando o povo usa como chat ou pra falar de coisas de pouca importancia como "hoje acordei e fui no banheiro soltar um..." e assim vai. Então para os usuários que usa como forma de divulgação pessoal e até para empresas mesmo, usem bem para não passar vergonha.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *